• Nutrinha

Eu fiz a dieta da proteína

Venho aqui pra desmistificar (e até vender o peixe – literalmente) de uma dieta que assusta muito. A famosa (e temida) DIETA DA PROTEÍNA!

Nesses últimos 15 dias (completos hoje, que emoção!) muita coisa mudou no meu corpo e na minha rotina – eu ainda divido boa parte disso lá no meu Stories do Instagram @feortiz, pra quem quiser ver isso um pouco mais de perto –mas o que mais mudou foi a minha CORAGEM. Vou começar pelo começo.

Eu era uma menina que me alimentava relativamente mal. O que me ajudou muito durante a infância e adolescência foi o incentivo ao esporte desde cedo. Meus pais, formados em educação física (e meu pai ainda atleta) sempre me colocaram pra fazer esporte, durante a minha vida devo ter passado por quase todas modalidades. Vôlei, tênis, dança, natação, basquete, patinação, balé e o meu preferido, futebol. Por isso e pela minha genética, sempre fui magra e alta.

Da adolescência pra vida adulta, comecei a me interessar mais por me alimentar melhor. Agora mais afim de provar outros alimentos, outros gostos, outras experiências, me abri pro mundo gastronômico numa viagem de intercâmbio em Londres em 2006/2007. E a partir daí só gostei mais e mais, mas como gostava muito de comer, comia bastante, cheguei a inclusive ter uma pontinha de compulsão e por isso, descobrir o hipotireoidismo.

Como todo mundo na vida, a vida adulta começa a pesar. Já não se pode comer tudo de tudo e continuar com o mesmo peso e emagrecer se torna uma tarefa de gincana. Bom, eu me alimento bem, procuro receitas saudáveis, tenho uma empresa de nutrição com a minha amiga nutricionista – o que me motivou e me fez entender muito mais sobre isso -, tenho uma rotina relativamente estável. O que falta pra perder aquela barriguinha saliente que me deixa insatisfeita?

Tentei algumas dietas e sem sucesso (pro meu objetivo), acabei conversando com a Paula (minha/nossa nutrinha) sobre tentar algo mais restritivo. Inspirada pela minha mãe, que tentou e conseguiu perder 7 kg com a dieta da proteína, tentei uma primeira vez em junho. Fracassei em 3 dias.

2017 me inspirou e me deu o empurrão que faltava pra ter CORAGEM de tentar de novo, 7 meses depois. Me fui pro super, organizei tudo com a Paula pra saber que iria ficar devidamente saudável mudando drasticamente a minha alimentação, fiz meu calendário pra ir riscando os dias (o que ajudou MUITO), estudei sobre a dieta pra entender o que ela funciona no corpo e me FUI.

São três fases, vou contar um pouco sobre:
  1. fase 1: mais restritiva mas a que mais perde também, eu perdi 3kg em 8 dias. Como terminei a primeira fase ontem ainda não me pesei pra conferir como foi o saldo total. Fora os quilos na balança, o mais importante pra mim era secar a barriga, que já está bem menor, desinchei MUITO na barriga, no famoso “papo” e até os meus seios (tam. 36) deram uma diminuída. É a fase mais difícil, por que o corpo te prega peças o tempo todo, mesmo depois de comer, te faz pensar em comida e “pedir” mais o tempo todo, essa é a fase que precisa ter um esforço mental maior! Mas dá! A gente se surpreende com incoerências da gente mesmo: largar a bebida alcoolica das festinhas era o meu maior desafio, foi onde eu achei que iria fracassar e acabou sendo o mais fácil dos desafios. Apesar disso, eu que não sou muito de doce, quase morro pensando em brownie, sorvete e um milkshake.

  1. fase 2: hoje é o meu primeiro dia de fase 2, nessa fase vou começando a introduzir os demais alimentos como frutas, cereais, carboidratos. Entra um tipo a cada semana. São ao todo 5 semanas. Na primeira, introduz uma fruta e libera legumes a vontade – minha felicidade ao comer uma banana hoje é impressionante <3 . Na segunda, cereais, na terceira carboidratos e quarta e quinta vai mudando quantidade disso. Diz que essa faz com que tu perca os outros 50% do que falta. É aqui que eu to e vou estar por 5 semanas, foco, força e fé pra mim!

  1. fase 3: é a fase que eu to mais tranquila de chegar, por que ela é basicamente minha alimentação normal. É a fase que vai manter o peso e que tu pode seguir pra vida. É super completa e super gostosa e dá pra de vez em quando dar aquela jacadinha responsável, sem perder o foco pra não ganhar o que nos esforçamos pra perder. Falta pouco pra chegar nela e ela não tem nada de contagem de dias ou semanas, ela tu pode seguir quanto quiser. Animada pra chegar aqui!

Eu realmente me surpreendi comigo mesma! Eu não imaginava que ia conseguir passar da primeira semana, juntei um monte de obstáculos que eu imaginava que não passaria e não teria coragem de superar. Superei e já to na segunda fase. Ainda falta um pouquinho mais pra chegar e eu tenho certeza que vou conseguir. Façam pensamento positivo, migos, me manda receitas lá no Instagram @feortiz.

Ah, caso queiram saber mais sobre a dieta que eu to fazendo, a Paula fez um pdf explicativo de tudo, é só clicar AQUI pra baixar.

Lembrem que é sempre bom pedir ajuda pra uma nutricionista ou consultar com uma nutricionista, pra avaliar peso, rotina, medidas pra saber se essa dieta é ideal pra ti. Ela pode não ser e pode te fazer mal. E nada é mais importante aqui do que ter saúde, não é mesmo?

Nossa nutrinha Paula Pinto tá mega disponível pra tirar dúvidas também, pode contatar no e-mail paula@eagoranutrinha.com.br ou no Facebook mesmo do E agora, Nutrinha?.

Beijão e vamos que vamos! Logo logo volto com mais novidades!

Fê Ortiz

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

​© 2019 E AGORA, NUNTRINHA? - PORTO ALEGRE, RS l BRASIL