• Nutrinha

Como é feita uma dieta? – PARTE I I

No post da semana passada eu falei sobre como começamos a calcular uma dieta. Depois de muitos cálculos e fórmulas, chegou a hora de: isso mesmo, mais cálculos! Agora que sabemos como descobrir quantas kcal você deve consumir para o seu objetivo, hora de contar como a dieta toma forma.

CARBOIDRATOS, PROTEÍNAS & GORDURA

O primeiro passo e dividir essas kcal entre os macronutrientes: carboidratos, proteínas e gorduras. Cada grama de gordura possui 9 kcal, já cada grama de carboidrato ou proteína possui 4 kcal. Existe a opção de dividir o total de kcal por percentuais de cada macronutriente: 50% de carboidrato, 30% de proteína e 20% de gordura, por exemplo. Ou então, multiplicar o seu peso por um número x que resultará na quantidade em gramas que você deve consumir desse macronutriente (2,0 x seu peso = número do macronutriente em gramas). Há diversos protocolos que podem ser seguidos e isso vai variar de profissional para profissional.

NÚMERO DE REFEIÇÕES

Ok, começou a complicar, né? Mas calma que a parte mais difícil está por vir. Vamos supor que sua dieta de 1900kcal ficou dividida da seguinte forma: 222g de carboidratos = 888 kcal 118g de proteína = 472 kcal 60g de gordura = 540 kcal Agora temos o número total, precisamos dividir esses valores em número de refeições que você faz por dia. Isso varia de pessoa para pessoa, vai depender da sua rotina e do seu apetite. Normalmente utilizamos percentuais para cada refeição, mas de novo, varia de profissional pra profissional. O nutricionista vai achar a melhor divisão pra você. 🙂

INTRODUZINDO OS ALIMENTOS

A parte mais difícil fica pro final: fazer cada alimentos se encaixar nessa conta. Como assim? Temos a meta de 222g de carboidrato por dia, né? Cada alimento possui uma quantidade x de algum macronutriente. 100g de arroz branco cozido possui 28,1g do macronutriente carboidrato. Se seu plano alimentar possui essa quantidade, é porque ela está encaixada nos cálculos do seu plano alimentar. Assim é feito com as proteínas e também com as gorduras. Por isso que 100g de arroz não substitui 100g de peito de frango: os macronutrientes deles são diferentes, para substituir eles precisam estar próximos.

FECHANDO OS MICRONUTRIENTES

Depois de todo essa malabarismo de fazer com que tudo se encaixe nesses números, também é preciso prestar atenção se os alimentos da tua dieta tem as quantidades suficientes de vitaminas e minerais. Sem falar na quantidade de fibras que é super importante também!

De forma super resumida e o mais didática possível: é isso! Dá trabalho, né?! Mas é lindo ver como conseguimos fazer cada plano alimentar se encaixar e ser único para cada paciente. <3 Espero que vocês tenham gostado! Um super beijo, e até a próxima!

3 visualizações

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

​© 2019 E AGORA, NUNTRINHA? - PORTO ALEGRE, RS l BRASIL