• Nutrinha

Bebida alcoólica no verão. E agora?

Falar de bebida alcoólica quando se está em uma reeducação alimentar é sempre difícil, né? Há os extremistas que preferem não sair de casa e não frequentar lugares onde os exageros batem a nossa porta. Mas será que ser saudável é incompatível com ter uma vida social? Tem como se refrescar durante os dias de sol na beira da praia? Se divertir com responsabilidade, é isso que temos que buscar dia-a-dia, e pra isso buscar informações com profissionais capacitados é fundamental. É sobre isso que vamos falar hoje. Preparados?

Eu, particularmente, sou contra o radicalismo. Acredito que uma vida saudável envolva uma séria de fatores. Precisamos nutrir nosso corpo e nossa alma. E estar entre os amigos em um happy hour assim como curtir a beira da praia com a família é uma delícia! O que precisamos ter sempre em mente é como vamos lidar com as opções que nos são ofertadas, e é claro, lembrar que tudo que ingerimos acarreta consequências no nosso organismo, sejam boas ou ruins. Com o verão, sempre batemos de frente aquela vontade constante de uma cervejinha gelada com a vontade de se manter em forma. Consciência alimentar é fundamental para saber a hora de relaxar e a hora de manter o foco.

Vamos falar das bebidas alcoólicas então? Existem três mecanismos que explicam os danos associados ao consumo de álcool: toxicidade física, intoxicação e dependência. Tais danos dependem do padrão de consumo pessoal, que se caracteriza pela freqüência e quantidade do uso do álcool, e pelo contexto em que se bebe (às refeições ou não, festas, reuniões, entre outros). Ainda temos que tomar cuidado extra com a hidratação! No verão, a necessidade de hidratação é maior, já que com o calor a retenção de líquidos é elevada. Apesar de algumas bebidas alcoólicas conterem quantidades consideráveis de água, o álcool tem um efeito diurético. É estimado que a cada grama de álcool consumido sejam excretados 10 ml de água através da urina. O consumo de bebidas alcoólicas com o teor de álcool elevado e teor de água reduzido, sem a ingestão de líquidos adicionais, poderá causar desidratação. Qual escolher? Como se manter saudável sem se tornar antisocial? E Agora, Nutrinha?

Já aprendemos que se hidratar é a regra número um para manter o metabolismo funcionando direitinho, certo? Pensando em quem está em um plano alimentar pra redução de peso, é importante lembrar que álcool tem calorias. E muitas! Não basta estar hidratado se exagerar nas kcal diárias. Cada grama de álcool equivalem a 7kcal. Sendo assim, quanto maior a graduação alcoólica, mais calorias vamos encontrar nessa bebida. Quer um exemplo mais claro? A nutrinha te dá: 350ml de cervejacontém 115kcal em media, já uma dose de vodka contém 120kcal. As caipirinhas mesmo tendo frutas na sua receitas, possuem maior quantidade de álcool e ainda conta com uma dose extra de açúcar!

A dica de ouro? NÃO COMETA EXAGEROS! Preste atenção em quanto é o suficiente e em que ponto você está bebendo por exagero. Conheça os ingredientes do que você está bebendo. Outro ponto que vale lembrar: mantenha uma alimentação balanceada e nutritiva. Evite frituras, gorduras e alimentos ricos em açúcar junto com o consumo de bebidas alcoólicas. Acredita em mim: sempre tem uma opção mais saudável no cardápio! Preste atenção em você, no que o seu corpo precisa e no que sua mente merece. Relembre seus objetivos. E é claro, para saber qual a quantidade indicada pra você, conte com um profissional capacitado. Chama a Nutrinha!

Um beijo, um queijo e até a próxima!

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

​© 2019 E AGORA, NUNTRINHA? - PORTO ALEGRE, RS l BRASIL