• Nutrinha

5 dicas pra estabelecer um diálogo com o seu corpo

Pra vocês que acompanham o E agora, Nutrinha por aqui, já sacaram que pra gente não existe noia de dieta. Estar infeliz em relação a alimentação é o que tentamos combater. Isso por que a gente acredita que comer é um momento único, de prazer e que deve ser valorizado. Exatamente por saber disso que é importante se alimentar bem, mudar hábitos mas de uma maneira legal, sem agredir o corpo, com consciência, com AMOR.

Amar a si mesmo, de todas as maneiras é o mais importante. Sempre. Se aceitar, aceitar seu corpo. Deixar de lado a guerra com ele. Dar atenção e ouvir o que ele diz. É desse princípio que nascem todas as mudanças, principalmente, aquelas que desejamos. Aprendi recentemente uma técnica muito legal de retomar o diálogo com o corpo, fazendo com que você se reconecte com ele novamente.

Pedir desculpas por algo que você tem feito com ele e que não foi muito legal, dizer o que você ama nele e talvez o que mudaria. Por que não? Feedback sempre mais positivo, mas não esquecendo do construtivo. Papo sincero, papo transparente, mas libertador. Dando confiança ao seu corpo ou construindo uma relação nele.

Acabar a guerra com os nossos corpos é o mais importante. A reconciliação com ele é o passo número 1 de qualquer mudança. Você precisa zerar o jogo, reafirmar seu amor, estabelecer diálogo e construir algo concreto com confiança. Lembre-se esse processo é lento, mas duradouro e fará a carga diminuir!

Algumas dicas do que você pode fazer (ou escrever) pra retomar o diálogo com seu corpo:

Confira as 5 dicas pra melhorar a relação com o seu corpo:

#1 Seu corpo é incrível!

Cuide-o e ame-o, ele é o único corpo que você tem. Deixe ele tranquilo, cuide dele, responda a ele e aprenda a escutá-lo. Você e ele merecem se amar, cuidar um do outro e viver em paz.

#2 Pare de se pesar

Fitas métricas e balança não dizem o quanto você e seu corpo se sentem bem. Esses números não devem te dizer sobre como pensar ou amar o seu corpo. Lembre-se o que a Paula (nossa nutrinha) sempre diz, balança não quer dizer nada. Controle como você tem se sentido em relação ao seu corpo, mas não deixe a balança ser sua fiscal, olhe pra dentro e responda, como se sente.

#3 Pare de falar criticamente sobre o seu corpo

Evite falar de peso e daquilo que você não gosta sobre o seu corpo. Ele escuta e outro também. Seja uma influência positiva pra você mesmo, seu corpo e as outras pessoas. Iremos encorajar um ideal de perfeição inatingível se continuarmos seguindo esse padrão imposto. E lembre-se, não se sinta mal ou desconfortável por estar em paz com o seu corpo, seja ele como for.

#4 Aprecie seu corpo de uma outra maneira

Em vez de se preocupar com o tamanho ou forma aprenda a gostar do seu corpo pela saúde que ele tem, pelo movimento, por outras características que ele traz. Curta os momento simples, as caminhadas, a endorfina depois de um exercício físico, se sentir bem com um esporte que você nunca imaginou praticar.

#5 Admire outras pessoas!

Pensa nas pessoas que você admira, e quais os valores estão condicionando você a admirar elas. Será que é tamanho ou forma que importam? Não existem outras características ou valores que importam bem mais do que isso? Fale o que gosta naquela pessoa, emane coisas positivas e lembre-se, um elogio sobre como a pessoa é gentil e carinhosa é sempre mais legal do que você dizer “nossa, como você tá magra”.

Vamos começar a dizer eu te amo pros nossos corpos e deixar de lado a guerra com ele?

Vem comigo ;] Estamos todas juntas!

Beijos,

Fê Ortiz

#autoestima #dialogo #seaceite

0 visualização

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

​© 2019 E AGORA, NUNTRINHA? - PORTO ALEGRE, RS l BRASIL